Exclusivo: Leotrix, que lançou EP pela Never Say Die, concede entrevista exclusiva à Bass Rage!

Exclusivo: Leotrix, que lançou EP pela Never Say Die, concede entrevista exclusiva à Bass Rage!

Olá comunidade Bass Rage! Sim, você leu certo! Hoje na matéria especial trazemos uma entrevista exclusiva com Leotrix, o jovem que tem ganhado bastante atenção da comunidade nas últimas semanas com o lançamento do seu EP mais recente, "Hive".

A faixa "Hive Bounce" chamou tanta atenção que o produtor foi convidado a assinar um contrato de lançamento com a Never Say Die. Mais detalhes sobre isso você vai ler na entrevista. 

Leotrix

 

Entrevista com: Leotrix

Você poderia nos dar uma breve introdução sobre você?

Meu nome é Ethan Wright, conhecido como Leotrix. Tenho 20 anos de idade. Nasci numa pequena cidade chamada Sale em Victoria, na Austrália, e atualmente estou morando em Blue Mountains, New South Wales, também na Austrália.

Como você se descreve? (Em relação à personalidade e temperamento)

Sinceramente, eu gosto de ver como as pessoas me descrevem porque eu acho que pessoas diferentes têm perspectivas diferentes sobre que tipo de pessoa eu realmente sou. Mas eu gosto de pensar que eu sou uma pessoa bem tranquila e criativa. 

Há quanto tempo você produz música?

Desde Março de 2012, pouco mais de 7 anos.

O que te levou a começar a produzir música eletrônica?

Eu ouvi Dubstep pela primeira vez através de pessoas como Skrillex, Zomboy, Going Quantum, e tipo, todo mundo do Monstercat em 2012, e eu queria criar o mesmo tipo de som que eles faziam. 

Nos fale de uma música que você produziu, que é muito especial pra você e porquê.

Minha faixa com Gonzalla "More Of Us" que está no meu EP anterior chamado "Soulstone". Eu acho que o processo dessa faixa foi bastante especial pra mim, criar algo melódico mas também um pouco pesado. Outras menções honrosas seriam as faxias "Meteor" e "Hive Bounce".

Escute a seguir as faixas mencionadas: "Soulstone", "Meteor" e "Hive Bounce"


Como foi sua primeira vez tocando como DJ?

Minha primeira vez tocando como Leotrix foi provavelmente o show mais vergonhoso de todos. Eu toquei num grande pavilhão de uma escola pra umas 5 pessoas, onde todos me vaiaram por ter tocado Dubstep. 

via GIPHY


Qual foi a coisa mais importante que aconteceu durante sua carreira como produtor musical?

Existem vários momentos importantes que moldaram minha carreira. Desde conhecer meus managers Jamie e Ari, que têm me ajudado a alcançar meus objetivos até agora, até parceiros DJs e produtores mais populares que têm tocado minhas músicas e me tornando mais conhecido. Eu agradeço ao Marauda por ter sido o primeiro a tocar a faixa "Hive Bounce", porque no momento em que ele tocou a música, Skism ouviu e entrou em contato para lançar a faixa pela Never Say Die.

Você tem alguma música, EP ou turnê planejados para lançamento em breve?

Por esse ano, eu tenho alguns remixes muito legais e alguns flips que eu quero soltar. No final desse ano, eu vou soltar uma colaboração que é a minha favorita até o momento. Em questão de turnês, estarei realizando vários shows pela Austrália em breve. Estou planejando mais alguns shows internacionais também em breve. 

Nos fale um único conselho que você daria a você mesmo no passado sobre música.

Eu diria a mim mesmo que "vai ficar tudo bem comigo", criando seja lá qual for o tipo de música eu queira, e fazendo exatamente o que eu amo e tenho paixão será reconhecido. Basicamente, eu diria a mim mesmo pra seguir em frente e continuar "estranho" (stay weird).

Você teria uma mensagem especial para os seus fãs Brasileiros?

Muito amor a todos os meus fãs Brasileiros. Espero que eu possa ir ao Brasil algum dia em breve para realizar alguns shows!


Bass Rage

E então!! O que acharam da entrevista?! Muito inspirador não é mesmo? 

Quem sabe não trazemos Leotrix pra tocar no Brasil um dia hein! Disponibilidade o artista têm de sobra, como vocês leram na entrevista.

Compartilhe essa matéria com seus amigos headbangers e envie sua sugestão sobre quem você quer ver aqui na Bass Rage! 



Leia também